Tudo sobre a Arte Moderna

A História da arte moderna

O estilo de arte onde as cores vivas, figuras deformadas, objetos geométricos e imagens que aparentemente não apresentam nenhuma lógica são características da “Arte Moderna”. Certamente você já se deparou com muitas dessas obras e essas características e esteja familiarizado com o estilo. Mas você sabe o contexto no qual a Arte Moderna teve início no Brasil?

A Arte Moderna (ou Modernismo, caso faça referência a todo o conjunto de arte, como literatura, arquitetura, esculturas e etc) é um conjunto de movimentos culturais que surgiu na primeira metade do século XX, onde seu marco inicial se deu na Semana de Arte Moderna de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo. No evento vários nomes da literatura e das artes plásticas trouxeram a público uma nova forma de expressão de arte, o que certamente chocou a todos tendo em vista que as características até então não se encaixavam em nenhum outro estilo conhecido.

A literatura modernista brasileira conta com grandes nomes como Mario de Andrade (Macunaíma, Contos Novos, dentre outras), Oswald de Andrade (Poesia Pau-Brasil, Os Condenados), Manuel Bandeira (Os Sapos, Belo Belo, dentre outras).

Arte Moderna: Pintores referência

Obras de Tarsila do Amaral. A esquerda, "Estrada de ferro central do Brasil". A direita, "Carnaval em Madureira".

Pensando no movimento cultural pela ótica das pinturas, fizemos uma lista com os principais nomes da Arte Moderna e que até hoje são considerados referência por admiradores das artes Mundo afora.

Nascida em Capivari-SP, a pintora e desenhista é considerada por muitos como o principal nome brasileiro no cenário Modernista. Ficaram como características marcantes de seus traços as formas geométricas desenhadas, técnica conhecida como “cubismo” também.

02. Anita Malfatti, São Paulo, 1889-1964

Anita Malfatti, apesar de não obter o mesmo reconhecimento da Tarsila do Amaral pela grande mídia tem sem dúvidas a mesma importância de sua conterrânea.

A artista ficou muito conhecida pelos belos trabalhos como pintora, desenhista, gravadora além de ter trabalhado como professora. Porém muito de seu conhecimento se deu através de uma polêmica com Monteiro Lobato em 1917, a época, crítico de arte do Jornal O Estado de São Paulo. Lobato redigiu uma crítica a artista com o título “A propósito da exposição Malfatti” onde o crítico apesar de reconhecer as habilidades da artista fez duras menções. Na década de 40 porém ambos artistas voltariam a fazer as pazes.

Obra de Anita Malfati, "A estudante"

03. Di Cavalcanti, Rio de Janeiro, 1897-1976

Obra de Di Cavalcanti, "País tropical"

Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo. Muito provavelmente esse nome passe despercebido em uma conversa, porém ao citar “Di Cavalcanti” seja notório pelos aficcionados por artes. O multi artista tem grande reconhecimento no modernismo, graças a seu estilo com cores vibrantes e formas sinuosas para sempre homenagear temas brasileiros como festas e cenários tradicionais do país. Foi de longe o artista e ter o maior cuidado em ilustrar e desenhar temas nacionais, se diferenciando de artistas ao redor do Mundo.

Di Cavalcanti tivera sua fama ligada as pinturas porém seu talento como artista era tanto que atuava como desenhista, caricaturista e ilustrador. Tamanho sucesso o fez ilustrar obras de Vinicius de Morais e Jorge Amado.

04. John Louis Graz, Genebra, 1891-1980

Obra de John Louis Graz, "As baianas".

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: